Palestrante motivacional e comportamental, Consultora de marketing e treinamentos, Empresária, Escritora, Especialista em iDeias sobre a arte de seduzir
« voltar

Sexo Tântrico das Sensações

Vivemos atualmente em um mundo onde as relações humanas são muito passageiras e superficiais gerando um crescente vazio existencial. Na contramão dessa tendência muitos casais procuram o sexo tântrico como uma evolução e aprimoramento através dessa nova experiência… uma nova, mais intense e verdadeira forma de amar.

Primeiramente é importante deixar claro que a prática não é proibida e muito menos vulgar, ao contrário, o erotismo deixa de ser o foco e o que mais importa é a criação de uma conexão emocional e até espiritual entre o casal por meio da percepção do corpo e da expansão da consciência. Ou seja, o prazer físico virá em decorrência dessa conexão e não o contrário.

Quanto mais íntimo o casal, quanto maior a troca de olhares, toques, palavras e quanto mais prolongado for esse momento, maior será a troca de energia, expansão da consciência, conexão emocional e também o prazer físico.


Os adeptos do sexo tântrico valorizam a estimulação dos 5 sentidos, a intensificação do prazer e o adiamento do orgasmo,  gerando um fluxo de energia sexual que circula por todas as regiões do corpo e desperta os pontos erógenos. O corpo se torna um templo de adoração e o toque na pele é um dos recursos mais usados para explorar todos esses sentidos. E como resultado: orgasmos mais intensos e duradouros chamados de hiperorgamos.

  

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v80), quality = 95

Imagem: Shutterstock

 

Curta uma noite de sensações tântricas

Para praticar o sexo tântrico o casal deve primeiramente se conectar, esquecer o mundo lá fora e focar somente na relação com a pessoa amada.

Outro ponto importante é a calma e a tranquilidade: o sexo tântrico é realizado em etapas, estimulando o parceiro aos poucos e analisando as reações a cada toque, para que o prazer seja aumentado e gere uma deliciosa tortura erótica.
É através desse ritmo calmo e tranquilo que o casal desenvolve os sentidos e consequentemente proporciona um ao outro sensações mais intensas do que em uma relação normal. É fazer amor com o corpo inteiro e com cada pedacinho do corpo do outro tirando o foco dos genitais. Por isso, o orgasmo pode ser mais longo e intenso.

Mas o mais importante é se entregar à experiência literalmente de corpo e alma e não ter medo de experimentar coisas novas. Criar um clima excitante, com uma boa música, uma iluminação e aromas diferentes podem ajudar na concentração. Experimentar posições diferentes pode ser uma outra ótima experiência durante o sexo tântrico a fim de adiar ao máximo o orgasmo.

Tente. Invente. Sente. Experimente essa nova viagem de sensações!

 

 
Beijokas

Andreia Berté